Inicio / Histórias / Coluna do JC / ENVELHECIMENTO DE TABACO COM G. L. PEASE
Como fazer Black Cavendish Sherlock Holmes em Noite Tenebrosa (1946) Sherlock Holmes e o Cão dos Baskerville (1939) Como fazer Prensa para Tabacos As Aventuras de Sherlock Holmes (1939) Sherlock Holmes e a Mulher de Verde (1945) Sherlock Holmes e a Arma Secreta (1943) Sherlock Holmes em Vestida para Matar (1946) O Senhor dos Anéis – As Duas Torres Pirate Kake Como fazer Perique Como fazer Cavendish Balkan Sobranie O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel Volta ao Mundo em 80 Dias Árvore e Folha – J.R.R. Tolkien Um Estudo em Vermelho SOL DA TOSCANA – TABACO COMEMORATIVO 1 ANO A DIFERENÇA entre o ANTÍTODO e o REMÉDIO é a … A Nobre Arte de fumar Tabacos em Cachimbo é o Ovo do Giba ENVELHECIMENTO DE TABACO COM G. L. PEASE 7 COISAS QUE APRENDI COM O PRIMEIRO ANO DO GRUPO CACHIMBOS Precisamos de mais Churchwardens História da Missouri Meerschaum Algumas técnicas avançadas para cachimbar Fumando Espiritualmente (Pt. 1), um poema cristão sobre cachimbar 5 Dicas para um Cachimbo Diário Perfeito A História dos Isqueiros Zippo Secagem Artificial de Tabaco Regulamento do Tabaco Amigo Breve apanhado histórico do surgimento das Misturas da Dunhill Cachimbos, devoção e a fuga matinal da loucura O Mundo Secreto do Cachimbo 13.° hangout dos cachimbos Um grande dia para os entusiastas da Peterson (of Dublin)™ Avaliação de Tabacos para Cachimbo Cachimbos e o Naufrágio da Resistência 12.° hangout dos cachimbos Uma Reflexão sobre Tretas 10º Drop do Cachimbos 9º Drop do Cachimbos Oitavo Hangout do Cachimbos Sétimo Hangout do Cachimbos Mas afinal, qual é o melhor tabaco que existe? Sexto Hangout do Cachimbos Quinto Hangout do Cachimbos Quarto Drop do Cachimbos O Cachimbeiro que ouviu o “mimimi” e quase se deu muito mal Guia sobre Cachimbos e como fumá-los O Cachimbeiro Onipotente Terceiro Hangout do Cachimbos Quanto dinheiro eu preciso para fumar cachimbo? Segundo Hangout do Cachimbos Primeiro Drop do Cachimbos A Ironia da Tolerância Penúltimo Drop Será o fim do Drop? O mínimo que você precisa saber para ter bons cachimbos e tabacos Os benefícios do Tabaco que ninguém fala Como encher o fornilho com tabaco e como acender o cachimbo? Cachimbo Peterson Jekyll & Hyde Cachimbo Peterson Sherlock Holmes Original O que preciso para fumar Cachimbo? A Origem do Cachimbo, Matérias Primas e Tabacos Cachimbos

Coluna do JC, Histórias

ENVELHECIMENTO DE TABACO COM G. L. PEASE

A entrevista traduzida abaixo foi publicada originalmente no Pipedia.org e pode nos ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre o tema. Pegue seu cachimbo, puxe sua cadeira e bata um papo com ninguém menos que G. L. Pease – um dos masterblenders mais conhecidos no mundo.

—————————————————–

Pipedia.org: Todos os tabacos irão melhorar com a idade?

G. L. Pease: Geralmente, qualquer tabaco com muitos açúcares naturais envelhecerá maravilhosamente. O Virgínia é sempre um excelente candidato, assim como as misturas com muitos orientais. Embora as variedades de orientais não tenham tanto açúcar quanto os virgínias, elas contêm o suficiente para passar pela fermentação na lata e vão melhorar com o tempo.

 

Pipedia: O tabaco “fresco” não é melhor?

Pease: A menos que você vá a uma plantação ou cultive o seu próprio, você nunca verá tabaco “fresco”. Quando chega às mãos do blender, ele é curado, trabalhado, fermentado e posto para “descansar”. Uma vez misturado, o produto acabado pode ser combinado por um tempo antes de ser colocado nas latas. Então, a verdadeira magia do processo de envelhecimento começa. Enquanto uma mistura bem concebida será deliciosa quase imediatamente após a mistura, o tempo na lata fará uma mudança notável, adicionando complexidade e suavizando quaisquer arestas.

 

Pipedia: Quanto tempo é necessário para fumar adequadamente?

Pease: Isso depende de vários fatores, incluindo o método de armazenamento, os métodos de processamento do tabaco e o gosto pessoal. Embora certamente não seja o melhor, uma mistura bem concebida pode ser fumada pouco depois de misturada. Se não é bom quando é jovem, nunca ficará ótima quando mais velha. Esperar alguns meses, ou até mais, permitirá que os vários componentes da mistura “casem” – se unam em um todo coeso, em vez de se apresentarem mais como aspectos individuais da mescla. Dentro de um a cinco anos, o tabaco realmente começará a brilhar. Além desse período, as mudanças são muito mais graduais. Enquanto a mistura pode continuar a melhorar por anos, até mesmo décadas, as mudanças não serão tão dramáticas quanto nos primeiros anos. Algumas pessoas apreciam a exuberância de misturas jovens, enquanto outras preferem a complexidade madura dos tabacos que foram envelhecidos por longos períodos. Eu recomendo experimentar para ver o que melhor combina com você!

 

Pipedia: Por quanto tempo devo esperar para que uma mistura melhore?

Pease: Isso realmente depende da mistura. Um “puro virgínia” continuará a melhorar, embora a um ritmo cada vez mais lento, ao longo de muitas décadas. A maioria das misturas inglesas pode ir de 20 a 30 anos antes de começarem a “ficar no topo”. As misturas balcânicas têm uma expectativa de vida mais curta. Claro, as condições de armazenamento irão desempenhar um papel importante. O tabaco é armazenado a uma temperatura constante e fria, durará mais tempo do que se for armazenado em temperaturas mais altas ou com muitas variações de temperatura.

 

Pipedia: Qual é a melhor maneira de armazenar tabaco para o envelhecimento?

Pease: Idealmente, o tabaco deve ser deixado em sua lata original e armazenado em local fresco e seco. É importante perceber que o armazenamento em plásticos e similares, enquanto permite que o tabaco se “misture”, impedirá o verdadeiro processo de envelhecimento. Sacos plásticos são permeáveis ​​a pequenas moléculas (a água, por exemplo, embora não seja uma molécula muito grande, é polarizada e tem dificuldade em penetrar na barreira formada pelo plástico). Se você consegue sentir o cheiro do conteúdo através do plástico, então está perdendo sabor e aroma! Potes de conserva, potes herméticos e assim por diante são bons candidatos para armazenamento a longo prazo, contanto que você possa resistir à vontade de abri-los para “verificar” o que está acontecendo. O tabaco envelhecido deve ser deixado sozinho, sem que haja uma “troca de ar”. Quando uma lata envelhecida é aberta, o conteúdo deve ser fumado de forma relativamente rápida ou transferido para um pote com uma boa vedação.

 

Pipedia: E a selagem a vácuo, funciona?

Pease: A selagem a vácuo é ótima para vegetais e café, mas é inútil para o tabaco. O tabaco precisa de um pouco de ar, pelo menos para começar, a fim de envelhecer. Um recipiente perfeitamente vedado a vácuo provavelmente manterá o tabaco “fresco”, mas pode não envelhecer como esperamos. Eu sou bastante desconfiado sobre os plásticos usados pela maioria dessas máquinas. Eles mantêm a umidade, mas realmente não impedem a troca de gases, e eu não tenho certeza se eles são realmente capazes de resistir ao teste do tempo. Latas são a melhor opção. Depois, os potes herméticos. Os sacos especiais de alta vedação que usamos durante algum tempo para nossas embalagens de 225gr têm várias camadas, cada uma projetada para ser impenetrável a um tipo diferente de molécula. Conduzi testes prolongados com este material e estou convencido de que o tabaco vai envelhecer quase, se não tão bem quanto nas latas – pelo menos a curto prazo. Eles são apenas levemente evacuados para facilitar o empacotamento e a vedação. Para melhor envelhecimento a longo prazo, porém, eu ainda recomendo as latas.

 

Pipedia: Sobre aquecer o tabaco em um micro-ondas. Isso é uma boa ideia?

Pease: Em uma palavra: NÃO. O aquecimento do tabaco que você gosta não é uma boa ideia, pois irá mudar o caráter da mistura. Os blenders fazem isso de maneiras especificamente controladas – estufa, panning, vaporização – para alterar as características da folha antes e, às vezes, após a mistura. Mas, se você gosta do jeito que o tabaco “se une” agora, você ficará infeliz se o neutralizar. Em alguns casos, você pode notar uma melhora, em outros, o resultado será tudo, menos satisfatório. Além do mais, simplesmente não há razão para fazer isso. Esterilize seus frascos, encha-os e coloque as tampas. Qual a finalidade do aquecimento? Os frascos vão selar bem sem o “pop” do leve vácuo que resulta do resfriamento.

 

Pipedia: Abri uma lata envelhecida. O que faço agora?

Pease: Isso é um pouco complicado. Uma vez que o selo da lata é quebrado, o delicado equilíbrio presente nesse pequeno ecossistema é permanentemente alterado. Não dá para voltar atrás! Assim, uma vez que a lata esteja aberta, ou queime seu conteúdo rapidamente, ou transfira-a para recipientes herméticos. O processo de envelhecimento a partir deste ponto será diferente, mas o tabaco permanecerá em bom para seu deleite, desde que seja mantido em boas condições (as tampas de plástico em minhas latas vão manter o tabaco em forma por algum tempo entre algumas semanas e alguns meses, dependendo da temperatura ambiente e da umidade – apenas fique de olho nele!). Esta é a razão, a propósito, que eu adote latas de 50gr, em vez das latas de 225gr. Assim que eu abrir a lata, eu quero fumar o seu conteúdo o mais rápido possível para obter o máximo de prazer dos meus anos de paciência. É como um bom vinho por muito tempo, mas acaba logo.

 

Pipedia: E sobre sacos plásticos, tipo “zip-lock”?

Pease: Enquanto esse tipo de embalagem pode formar uma barreira razoavelmente boa à umidade, mantendo o tabaco pronto para fumar, o polietileno que é usado para a maioria dos sacos plásticos é bastante permeável aos gases. Você pode sentir o cheiro do tabaco através deles depois de um tempo, e todo aquele “aroma” que está saindo é algo que você realmente quer manter! Para minhas embalagens de 225gr, uso um filme de alta vedação que forma uma barreira tanto para a água quanto para os gases. Isso não só manterá o tabaco na umidade perfeita para fumar, mas também permitirá que o envelhecimento aconteça. Isso não acontecerá com outros plásticos, mesmo aqueles que são usados com máquinas de selagem de cozinha profissional. Para curto prazo – tipo manter 25gr para fumar, sacos de plástico são bons. Para armazenamento a longo prazo é outra história.

 

Pipedia: Para encerrar. Quais das suas misturas são mais adequadas para o envelhecimento?

Pease: Eu desenvolvo todas as minhas misturas com o envelhecimento em mente. Barbary Coast, sendo baseada em burley, é provavelmente a mistura que menos se beneficiará da longa adega, embora os sabores continuem a se fundir ao longo de vários anos, e haja bastante folha de virgínia, bem como perique, para permitir uma mudança significativa. A folha de charuto em Robusto pode atingir o ápice após 5-7 anos, mas as folhas virgens e orientais continuarão a desenvolver maior complexidade. Todo o resto vai melhorar por 10, 20, 30, 40 anos ou até mais. Pergunte-me novamente na virada do próximo século.

 

image_pdfimage_print

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*