Inicio / Histórias / Coluna do Matheus / O Cachimbeiro Onipotente
As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 06 – A Faixa Malhada As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 05 – O Corcunda As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 04 – O Ciclista Solitário As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 03 – O Tratado Naval As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 02 – Os Dançarinos As Aventuras de Sherlock Holmes (1984) – T. 01 – E. 01 – Um Escândalo na Boêmia O Dirigível Hindenburg (1975) O Sobrevivente (1987) Falcão – O Campeão dos Campeões (1987) Scarface A Vergonha de uma Nação (1932) A Missão (1986) Por um Punhado de Dólares (1966) A Máquina do Tempo (1960) A Corrida do Século (1965) Comando Delta (1986) Os Irmãos Cara de Pau (1980) Presbyterian Mixture Por uns Dólares a Mais (1965) MacArthur – O General Rebelde (1977) O Enigma da Pirâmide (1985) Esses Homens Maravilhosos e Suas Máquinas Voadoras (1965) Três Homens em Conflito (1966) O Primeiro Assalto de Trem (1978) Popeye (1980) 20.000 Léguas Submarinas (1954) A Noite dos Mortos Vivos (1968) O Mágico de Oz (1939) Independência ou Morte (1972) McLintock! Quando Um Homem É Homem (1963) O Expresso do Horror (1972) As Aventuras de Tom Sawyer (1938) Como fazer Black Cavendish Sherlock Holmes em Noite Tenebrosa (1946) Sherlock Holmes e o Cão dos Baskerville (1939) Como fazer Prensa para Tabacos As Aventuras de Sherlock Holmes (1939) Sherlock Holmes e a Mulher de Verde (1945) Sherlock Holmes e a Arma Secreta (1943) Sherlock Holmes em Vestida para Matar (1946) O Senhor dos Anéis – As Duas Torres Pirate Kake Como fazer Perique Como fazer Cavendish Balkan Sobranie O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel Volta ao Mundo em 80 Dias Árvore e Folha – J.R.R. Tolkien Um Estudo em Vermelho SOL DA TOSCANA – TABACO COMEMORATIVO 1 ANO A DIFERENÇA entre o ANTÍTODO e o REMÉDIO é a … A Nobre Arte de fumar Tabacos em Cachimbo é o Ovo do Giba ENVELHECIMENTO DE TABACO COM G. L. PEASE 7 COISAS QUE APRENDI COM O PRIMEIRO ANO DO GRUPO CACHIMBOS Precisamos de mais Churchwardens História da Missouri Meerschaum Algumas técnicas avançadas para cachimbar Fumando Espiritualmente (Pt. 1), um poema cristão sobre cachimbar 5 Dicas para um Cachimbo Diário Perfeito A História dos Isqueiros Zippo Secagem Artificial de Tabaco Regulamento do Tabaco Amigo Breve apanhado histórico do surgimento das Misturas da Dunhill Cachimbos, devoção e a fuga matinal da loucura O Mundo Secreto do Cachimbo 13.° hangout dos cachimbos Um grande dia para os entusiastas da Peterson (of Dublin)™ Avaliação de Tabacos para Cachimbo Cachimbos e o Naufrágio da Resistência 12.° hangout dos cachimbos Uma Reflexão sobre Tretas 10º Drop do Cachimbos 9º Drop do Cachimbos Oitavo Hangout do Cachimbos Sétimo Hangout do Cachimbos Mas afinal, qual é o melhor tabaco que existe? Sexto Hangout do Cachimbos Quinto Hangout do Cachimbos Quarto Drop do Cachimbos O Cachimbeiro que ouviu o “mimimi” e quase se deu muito mal Guia sobre Cachimbos e como fumá-los O Cachimbeiro Onipotente Terceiro Hangout do Cachimbos Quanto dinheiro eu preciso para fumar cachimbo? Segundo Hangout do Cachimbos Primeiro Drop do Cachimbos A Ironia da Tolerância Penúltimo Drop Será o fim do Drop? O mínimo que você precisa saber para ter bons cachimbos e tabacos Os benefícios do Tabaco que ninguém fala Como encher o fornilho com tabaco e como acender o cachimbo? Cachimbo Peterson Jekyll & Hyde Cachimbo Peterson Sherlock Holmes Original O que preciso para fumar Cachimbo? A Origem do Cachimbo, Matérias Primas e Tabacos Cachimbos

Coluna do Matheus, Histórias

O Cachimbeiro Onipotente

Por Chuck Stanion

Recentemente me tornei imperador do universo. Foi muito fácil. Primeiro passo: minha esposa me concedeu esta permissão. Segundo passo: declarei o universo como minha colônia. Terceiro passo: tornei-me onipotente.

Ainda estou trabalhando neste último passo, mas estou quase lá. Minha motivação é simples: quero mudar algumas coisas. A Nebulosa do Caranguejo atrapalha minha visão, então eu a movi. Eu acho que Pi é irritante e pretendo esclarecer isso imediatamente. E a matéria escura compõe a maior parte da nossa existência, mas é invisível — vou fazer dela chartreuse. Depois disso, será um tempo de auto-indulgência, e todos nós sabemos o que isso significa: Cachimbos.

Infelizmente, mesmo eu sendo onipotente, confio em pipemakers, e os meus preferidos não fazem os meus modelos prediletos com muita frequência. Como um imperador benigno, duas estratégias me ocorreram. Primeira: prender eles em um calabouço frio e úmido onde serão torturados caso não façam cachimbos com as minhas especificações. Segunda: a mesma coisa que a primeira, mas alimentá-los de vez em quando. Mingau é barato.

Alguém dirá que mingau é bom demais para pipemakers, e eu não discordo, mas em um calabouço frio e úmido, sustância é necessária para que eles tenham uma boa coordenação motora, e precisam ser os melhores do seu jogo!

Por tanto, pipemakers são almas independentes, e podem fazer qualquer coisa — como chaves micha, por exemplo. Eles não gostam de cooperar. Eles escapam e precisam ser recapturados. Eles fazem Blowfish quando eu quero Billiard. Eles fazem Calabash quando eu quero Lovat. Eles fazem mapas com intenção de fugir em vez de modelos de cachimbo. Acontece que eu não posso quebrar um pipemaker. Ocorre que pipemakers não trabalham em cativeiro. eles não gostam de microgerência, ou de ameaças, e respondem negativamente a tortura. Eles simplesmente são inconvenientes.

Então eu mudei as estratégias e dei para eles tudo que eles poderiam querer. O melhor equipamento, o melhor briar, ambientes opulentos, um spa, um plano dental. E seus salários são excelentes.

E o que você acha que eu recebo por toda essa preocupação?

Blowfish.

Pipemakers não trabalham por palpites; eles seguem o briar. Mesmo sendo imperador do universo, eu não encontro os cachimbos que eu quero. Tenho que esperar pelo bloco de briar certo encontrar o pipemaker certo e ser transformado no instrumento de fumar que eu sempre quis. Eu ainda tenho que esperar como qualquer um, e isso é exasperante. Eu posso destruir uma estrela de nêutrons por minha frustração. Em meio a isso, tenho tempo para repensar a cor da matéria escura.

Tradução: Matheus Doresbach

image_pdfimage_print

Um Comentário

  1. Avatar
    Robson Ruffo 28 de junho de 2018 13:11

    Excelente texto , inteligente e sensível. Parabéns

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*