Inicio / Histórias / Coluna do JC / Fumando Espiritualmente (Pt. 1), um poema cristão sobre cachimbar
A Missão (1986) Por um Punhado de Dólares (1966) A Máquina do Tempo (1960) A Corrida do Século (1965) Comando Delta (1986) Os Irmãos Cara de Pau (1980) Presbyterian Mixture Por uns Dólares a Mais (1965) MacArthur – O General Rebelde (1977) O Enigma da Pirâmide (1985) Esses Homens Maravilhosos e Suas Máquinas Voadoras (1965) Três Homens em Conflito (1966) O Primeiro Assalto de Trem (1978) Popeye (1980) 20.000 Léguas Submarinas (1954) A Noite dos Mortos Vivos (1968) O Mágico de Oz (1939) Independência ou Morte (1972) McLintock! Quando Um Homem É Homem (1963) O Expresso do Horror (1972) As Aventuras de Tom Sawyer (1938) Como fazer Black Cavendish Sherlock Holmes em Noite Tenebrosa (1946) Sherlock Holmes e o Cão dos Baskerville (1939) Como fazer Prensa para Tabacos As Aventuras de Sherlock Holmes (1939) Sherlock Holmes e a Mulher de Verde (1945) Sherlock Holmes e a Arma Secreta (1943) Sherlock Holmes em Vestida para Matar (1946) O Senhor dos Anéis – As Duas Torres Pirate Kake Como fazer Perique Como fazer Cavendish Balkan Sobranie O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel Volta ao Mundo em 80 Dias Árvore e Folha – J.R.R. Tolkien Um Estudo em Vermelho SOL DA TOSCANA – TABACO COMEMORATIVO 1 ANO A DIFERENÇA entre o ANTÍTODO e o REMÉDIO é a … A Nobre Arte de fumar Tabacos em Cachimbo é o Ovo do Giba ENVELHECIMENTO DE TABACO COM G. L. PEASE 7 COISAS QUE APRENDI COM O PRIMEIRO ANO DO GRUPO CACHIMBOS Precisamos de mais Churchwardens História da Missouri Meerschaum Algumas técnicas avançadas para cachimbar Fumando Espiritualmente (Pt. 1), um poema cristão sobre cachimbar 5 Dicas para um Cachimbo Diário Perfeito A História dos Isqueiros Zippo Secagem Artificial de Tabaco Regulamento do Tabaco Amigo Breve apanhado histórico do surgimento das Misturas da Dunhill Cachimbos, devoção e a fuga matinal da loucura O Mundo Secreto do Cachimbo 13.° hangout dos cachimbos Um grande dia para os entusiastas da Peterson (of Dublin)™ Avaliação de Tabacos para Cachimbo Cachimbos e o Naufrágio da Resistência 12.° hangout dos cachimbos Uma Reflexão sobre Tretas 10º Drop do Cachimbos 9º Drop do Cachimbos Oitavo Hangout do Cachimbos Sétimo Hangout do Cachimbos Mas afinal, qual é o melhor tabaco que existe? Sexto Hangout do Cachimbos Quinto Hangout do Cachimbos Quarto Drop do Cachimbos O Cachimbeiro que ouviu o “mimimi” e quase se deu muito mal Guia sobre Cachimbos e como fumá-los O Cachimbeiro Onipotente Terceiro Hangout do Cachimbos Quanto dinheiro eu preciso para fumar cachimbo? Segundo Hangout do Cachimbos Primeiro Drop do Cachimbos A Ironia da Tolerância Penúltimo Drop Será o fim do Drop? O mínimo que você precisa saber para ter bons cachimbos e tabacos Os benefícios do Tabaco que ninguém fala Como encher o fornilho com tabaco e como acender o cachimbo? Cachimbo Peterson Jekyll & Hyde Cachimbo Peterson Sherlock Holmes Original O que preciso para fumar Cachimbo? A Origem do Cachimbo, Matérias Primas e Tabacos Cachimbos

Coluna do JC, Histórias

Fumando Espiritualmente (Pt. 1), um poema cristão sobre cachimbar

Na minha opinião charutos se inclinam mais para o social: boas conversas; bons amigos e bons drinks (bons hangouts também) clamam por um bom charuto e toda a beleza e desconstração que o acompanha. Cachimbo já é para algo mais introspectivo: solitude; um canto calmo com uma música ao fundo – um tempo para refletir.

Cigarros é para quem desistiu de tentar os dois mundos acima (risos) – e não se preocupa/incomoda com o social, e/ou “não tem um tempo” para apreciar um bom tabaco na calada da noite, ou em um lindo amanhecer de inverno (Ah, por falar em inverno, nós estamos com saudades de você, volte logo por favor).

Sou cristão e teólogo protestante. Para mim, o cachimbo sempre esteve ligado à uma questão devocional – é um de meus instrumentos de reflexão, contemplação e devoção. Estão sempre lá: a Bíblia, algum devocionário (esse ano tenho utilizado o Lecionário Comum Revisado), as orações e a fumaça do cachimbo elevando-as até o céu.

Sempre pensando, sempre refletindo, sempre murmurando uma oração.

Outro dia, li um poema de um reverendo escocês presbiteriano, Ralph Erskine – o qual me identifiquei muito, tanto poético quanto teologicamente. Então resolvi traduzi-lo e compartilhar com os confrades e confreiras de nossa comunidade tupiniquim.

Segue abaixo, uma livre tradução da primeira parte do poema “Smoking Spiritualized”:

Esta erva indiana agora murcha,
Embora verde ao meio-dia, e cortada à noite,
Mostra tua decadência; Toda carne é feno.
Então, pense e acenda o cachimbo.

O cachimbo, como um lírio é fraco,
Teu estado mortal, revelador,
Assim és tu; se vai com “um toque”.
Então, pense e acenda o cachimbo.

Quando toda a fumaça sobe para o alto,
Então tu vês a vaidade das coisas mundanas,
Se vão como uma baforada.
Então, pense e acenda o cachimbo.

E quando o cachimbo fica sujo por dentro,
Pensa na tua alma, corrompida pelo pecado;
Então, isso requer o fogo.
Então, pense e acenda o cachimbo.

Vede as cinzas jogadas ao vento;
E diga a ti mesmo:
Isso é o pó para onde devo voltar.
Então, pense e acenda o cachimbo.

ERSKINE, Ralph. The Sermons, and Other Practical Works

Em breve postarei a segunda parte desse poema. Até lá, boas baforadas e paz de Cristo a todos.


Enquanto escrevo: Cachimbo Aguiar Poker + G. L. Pease Westminster

image_pdfimage_print

Um Comentário

  1. Avatar
    Nathan Rocha 22 de março de 2019 20:50

    Parabéns confrade Jader Pereira.
    Gostei do seu texto bem com9 do poema traduzido.
    No seu texto destaco a semelhança de seu pensar como meu ao dizer que considera o cachimbobum dos seus instrumentos de reflexão. ..
    Eu sempre disse e digo que para mim o cachimbo é a Ponte para Reflexão.
    Raciocínios semelhantes os nossos.
    Forte agraço e boas baforadas.
    Nathan Rocha

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*